» » Preparo da Madeira para Colagem

Preparo da Madeira para Colagem

madeira-colagem

Como preparo, o simples aparelho de plaina é suficiente para ficarem bem coladas as madeiras porosas, moles e secas.

Quando, porém, a madeira é úmida, demasiado dura ou pouco porosa, recorre-se ao aquecimento prévio da ou ao ferro de dentes, às cavilhas e aos parafusos, além da cola forte, para se obter bom resultado.

Se uma das peças a ser colada para formar um todo ficar em plano inferior, em relação a outra qualquer, deve ser raspada, lixada e até envernizada antes da colagem. Todos os pontos em que se tenha de passas cola deverão tornar-se ásperos, para poderem aderir às outras peças.

Disposição das fibras.

Na maioria dos casos, as fibras são dispostas perpendicularmente.

As travessas as bases, os frisos,  quando maciços, ficam sempre com as fibras em sentido horizontal.

Os painéis folhados são quase sempre espinhados. Isto é te, as fibras dispostas em diagonal.

Há serviços modernos que requerem as fibras em sentido horizontal.

Manda a boa regra, entretanto, que, nos compensados, se dê em ambas as faces, externa e interna, a mesma disposição às fibras, para não acontecer que os mesmos se entortem ou empenem.

As emendas muito estreitas, de meio, um, ou pouco mais centímetros, além de serem fracas e darem mau aspecto ao serviço, oferecem graves inconvenientes na colagem e ao serem beneficiadas nas máquinas.

Disposição das emendas

Uma junta estará bem colocada quando cair no centro da peça.
As emendas muito estreitas, de meio, um, ou pouco mais centímetros, além de serem fracas e darem mau aspecto ao serviço, oferecem graves inconvenientes na colagem e ao serem beneficiadas nas máquinas.

Quando se juntam duas tábuas que ainda têm um resto de alburno ou um lado mais claro do que o outro, devem ser unidos os dois lados do cerne ou os mais escuros. Nunca se junta cerne com alburno, nem alburno com alburno.

A disposição indicada, além de impressionar melhor, por ser mais natural, tem a vantagem de reduzir o lado ruim pelo esquadrejamento, que elimina as sobras.
As veias, quando caem perpendicularmente, devem ficar com a parte mais larga embaixo, para não dar a impressão de uma montanha invertida.

Se as folhas desenhadas de que se dispõe são pequenas e as peças a folhar grandes, como sejam portas de guarda- roupas, camas, etc., subdivide-se em quatro, seis, oito e mais partes a área a cobrir.

As madeiras desenhadas, incomparáveis em beleza natural, não são as que repetem em toda a sua superfície o mesmo desenho, que as torna monótonas, mas as que o têm variado de ponta a ponta.

Os nós de maior efeito decorativo são os reunidos eu’ grupos. Os isolados, grandes e demasiadamente distanciados um do outro, são considerados como defeitos.

Madeiras leves para aeromodelismo

Jangada
Paineira
Araticum
Freijó (do Pará)
Balsa (dos Estados Unidos).

Seus respectivos pesos são, por m³: – 320kg – 280kg 224kg – 650kg.

A balsa é a mais leve de todas.

Gostou do que viu? Compartilhe!