» » Zelo e Conservação do Banco e das Ferramentas

Zelo e Conservação do Banco e das Ferramentas

marcenaria2

O bom marceneiro mantém suas ferramentas e utensílios sempre em bom estado de conservação, o que muito o recomenda.

As plainas devem ser envernizadas, e os formões bem vazados e com os cabos sem rebarba, tendo arruela embaixo e sola em cima, são percutidos sempre com o macete e não com o martelo.

O esquadro, a suta, os serrotes, o compasso, etc., precisam estar sempre luzidios. O banco limpo, direito, desempenado e lubrificado, porque em banco pelo qual, de tempos em tempos, se passa alguma substância gordurosa, não gruda
cola.

Quando o marceneiro cola algum fundo no carrinho, isola-o da prancha com um sarrafo. Ao colar peças, forra o banco com uma tábua, e se alguma cola o suja, lava-o, incontinenti, com água quente.

Quando intaca gavetas, ou outra coisa, fá-lo pondo-lhes embaixo uma tabuinha para evitar que o formão corte a prancha.

Se um banco está sujo de cola seca, molha-o primeiro com água quente ou fria, para raspá-lo em seguida.

Os empréstimos, que causam tantos aborrecimentos, devem ser evitados, não se dando e nem tomando emprestadas ferramentas de outrem.

Gostou do que viu? Compartilhe!